MÉDICOS CONTINUAM SEM RECEBER!

FOLHA DA MANHA

Médicos apontam risco de paralisação

Marcus Pinheiro
Foto: Genilson Pessanha
Há nove meses sem salários, médicos responsáveis pelo atendimento à rede contratualizada da Central de Regulação da secretaria municipal de Saúde de Campos ameaçam cruzar os braços nos próximos dias em caso de não regularização da remuneração. A decisão será deliberada na noite desta terça-feira (12), em uma assembleia que será realizada na sede do Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) a partir das 19h. O drama vivenciado pelos profissionais de medicina, prestadores de serviços conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS), não é novo, e em 2015 foi motivo de diversas reuniões entre os representantes da classe e do poder público municipal chegando até mesmo a ser levado ao Ministério Público Estadual. O ano virou, ainda assim, pouco foi feito. Segundo a categoria, a última remuneração paga aos profissionais ocorreu em novembro, tendo como referência o mês de abril.
O presidente do Simec, José Roberto Crespo, que no último mês de dezembro afirmou que a situação da categoria era insustentável, na noite dessa segunda-feira mais uma vez reiterou sua declaração e garantiu que “a possibilidade de uma paralisação nos próximos dias seria uma das alternativas mais extremadas vistas pela classe. Entretanto, se nada for feito, não haverá outra saída a não ser suspender o atendimento”.
— Mais uma vez estaremos reunidos para discutirmos o futuro da categoria no município. Existem profissionais sem receber por procedimentos realizados no ano de 2014. Algo precisa ser feito. E precisamos que o poder público municipal se posicione, pois parte da remuneração da categoria é feita por meio de complementação do município e outra através de repasse federal. Mas, ambas passam pela Gestão Plena da Prefeitura — disse o presidente.
Em nota, a assessoria de comunicação da secretaria municipal de Saúde afirmou que a responsabilidade dos pagamentos aos profissionais é dos hospitais contratualizados. “O pagamento dos servidores estatutários (efetivos) está em dia. De 2010 a 2015, a Prefeitura de Campos repassou quase R$ 870 milhões aos hospitais contratualizados à secretaria municipal de Saúde. A quantia diz respeito aos pagamentos feitos com recursos dos royalties do petróleo e de verba federal, do Fundo Nacional de Saúde. Somente em 2015, as unidades receberam quase R$ 154 milhões”, informou.
12/01/2016 11:00
Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s